IATE MARIE I
  • IATE MARIE I

    MANAUS - AM

     

    CIRCUITOS DE PESCA - LOCAIS POSSÍVEIS DE VISITAÇÃO E PESCARIA
    CIRCUITO MADEIRA - Rios: Camaiú, Canumã, Acari, Sucunduri, Abacaxis, lagos e igarapés.
    CIRCUITO MÉDIO RIO NEGRO - Rios: Curiaú, Camanaú, Jaú, Unini, Jauaperi, Branco, lagos e igarapés.
    CIRCUITO UATUMÃ - Rio Uatumã com seus lagos e igarapés

     

    INFRA - ESTRUTURA DO BARCO HOTEL

    -> 8 suítes de luxo (06 suítes com cama de casal embaixo + solteiro em cima (tipo bebliche) e 02 suítes com duas camas de solteiro);
    -> Sala de estar climatizada com TV, som, DVD;
    -> Deck solarium panorâmico.

     

    PACOTES INCLUI

    -> Traslado do aeroporto até o iate;
    -> Traslado até aeroporto ou hotel;
    -> Churrasco de boas vindas;
    -> Pensão completa e petiscaria (café da manha, almoço e jantar);
    -> Lual amazônico;
    -> Bebidas: cervejas, refrigerantes, água mineral, sucos, caipirinhas de cachaça, chopp;
    -> Barco com motor e piloteiro;
    -> Gasolina;
    -> Iscas. 

     

    Não inclui: Passagens aéreas. Licença de pesca (obrigatória). Diárias em hotéis. Traslados extras. Bebidas destiladas em geral. Equipamentos de pesca pessoais. Outros itens e serviços não mencionados.

     

    OBSERVAÇÕES

    A maior vantagem de se partir de Manaus é poder fazer um dos 4 roteiros a seguir, que podem ser escolhidos até 10 dias antes da pescaria de acordo com o nível das águas e também as melhores tendências de pesca. Isso, principalmente porque ultimamente o clima e o regime de chuvas têm estado um tanto "estranho", fora dos padrões. Portanto as saídas de Manaus minimizam os riscos de a pescaria ser frustrada em termos de resultados em peixes, dada a diversidade de opções dos roteiros.

    1. Circuito Médio Rio Negro - indicado para pescarias a partir de meados de setembro até meados de novembro: subindo o Rio Negro até a foz do Rio Branco, divisa com Roraima. Extensa área de pesca desde as proximidades do Parque do Jaú, depois passando por inúmeros afluentes e lagos marginais, Rio Jauaperi, depois até o Rio Branco. Tem sido a melhor opção quando se quer associar pesca de peixes de couro e os tucunarés-Açu. Obs: O rio Branco é famoso pela quantidade de pirararas que tem e pelos inúmeros lagos e lagoas marginais com boa incidência do tucunaré-açu. Adentrando no Rio Branco já estaremos no estado de Roraima.

    2. Circuito Madeira/Sucunduri - indicado para até máximo meados de setembro: Descendo a Amazonas, entrando já com pesca no Rio Madeira e rio Canumã (bons para peixe de couro), depois Sucunduri de águas escuras e bom para pesca de tucunarés. Visitar este circuito dependerá basicamente do nível do rio Canumã, que dá passagem ao Sucunduri.

    3. Circuito Madeira/Abacaxi - semelhante ao anterior, a diferença é o final do circuito ser no rio Abacaxi. Costuma ser a opção quando o acesso ao Sucunduri está interrompido. 

    4. Circuito Uatumã - descendo o Amazonas e a meio caminho de Parintins seguir pelo rio Uatumã. O maior destaque deste circuito são os Tucunarés-paca-açu, os maiores de toda a Amazônia. Menor incidência de peixes de couro.

    5. Circuito Manaus a Barcelos - indicado para pescarias de setembro até meados de dezembro: subindo o Rio Negro até as proximidades de Barcelos, porém não chega até a cidade. Percorre-se praticamente o dobro de rio em relação ao circuito médio Rio Negro (1) Inicia as pescarias nas proximidades da foz do Rio Jauaperi, depois Rio Branco e, subindo ainda mais o Rio Negro, pesca-se em uma diversidade de outros afluentes, lagos e lagoas marginais. Além de boa pescaria é uma opor